Orçamento Público



Quando falamos em Orçamento Público, poucas são as pessoas que realmente sabem o que significa, como são elaborados e como são executados, ou ainda, porque não se ouvia falar muito sobre o assunto.

O Orçamento Público é um instrumento de planejamento e execução das Finanças Públicas, que desde 1964 tem se apresentado regido pela Lei Federal nº 4.320, de 17 de março do mesmo ano.  Em 1988 surgiu a Constituição Federal, trazendo regulamentações na arrecadação de receitas e estipulando limites para os gastos públicos, que passaram a ser tratados de forma criteriosa pelas fiscalizações e auditorias.  

Depois, veio a Lei Complementar nº 101 de 2000, a famosa “LRF – Lei de Responsabilidade Fiscal”, que em conjunto trouxe a Lei 10.028 de 2000 – “Lei de Crimes Fiscais”, que estabeleceu punições aos gestores das despesas públicas que não as cumprem de forma correta, levando a aprovações ou reprovações de contas anuais pelos Tribunais de Contas dos Estados.

Com isso, a contabilidade pública nos últimos anos passou a ser mais evidenciada e deixou de ser coadjuvante na execução do orçamento. Desta forma, passou a ser o foco principal de uma mudança que está sendo realizada pelo Governo Federal com a conversão das Normas Brasileiras de Orçamento e Contabilidade Pública aos padrões internacionais. Esta medida atinge também os Estados, Municípios e o Distrito Federal, tanto que, no ano de 2009 vieram as primeiras 10 Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público, as chamadas NBCASP.

As NBCASP são o início de uma evolução muito benéfica às Finanças Públicas e a população, pois além de regulamentá-las, tornou-se um importante instrumento de Gestão Pública, com geração de relatórios gerenciais às Administrações para tomadas de decisões e transparência das contas.

Nas próximas colunas, traremos matérias sobre Orçamento Público e  Contabilidade Pública de forma detalhada. Deixo em aberto o espaço para envio de e-mails com sugestões, críticas e principalmente dúvidas sobre quaisquer assuntos relacionados ao tema.

Luciano Aparecido de Lima é Contabilista pela Escola Técnica de Paulínia (ETEP), Contador pela Puc-Campinas e Pós Graduado em Gestão Pública pela Puc-Campinas. Contato e-mail : lucianolima.pmp@gmail.com .

Fonte de Publicação Inicial: http://www.pauliniavip.com.br/colunistas/1877-orcamento-publico

Prof. Luciano Lima

Prof. Luciano Lima

Experiência na área de Finanças Públicas desde 1998, Prof. Luciano Lima, Mestre em Administração, Pós graduação em Gestão Pública e formação em Ciências Contábeis, compartilha e comenta informações relativas a tributos e finanças públicas municipais.

Comentários

2 comentários em “”

  1. Muito boa matéria só nos resta ter a esperança que os gestores entendam que o planejamento orçamentário é fundamental para aplicação correta dos recursos, pois ainda nos tempos atuais este é apenas uma peça de papel, não refletindo as escolhas orçamentárias mais adequadas a população!!

  2. As escolhas orçamentárias devem ser transformadas em programas e posteriormente desmembradas em ações no Plano Plurianual, para que o atendimento à população seja pleno, é um diferencial ter pessoas com opiniões formadas a respeito, mas tenho absoluta esperança que após edição da Lei de Responsabilidade Fiscal e tantas normas surgindo no dia-a-dia, os gestores tomarão consciência que um órgão público é uma empresa, porém não há clientes, mas que deve atender e levar com transparência aquilo que a sociedade tanto anseia, que são seus direitos constitucionais!!! Obrigado pelo seu comentário Glaura, e acompanhe os próximos textos!!! Grande Abraço e que Deus nos abençoe sempre!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A LLACT Assessoria Consultoria e Treinamentos Ltda tem como objetivo a estrutura de processos e implementação de um plano de manuseio das ações e programas das administrações públicas municipais.

Cursos

© 2022 Todos direitos reservados

Top Pular para o conteúdo